3 tendências em inovação para ficar de olho em 2023

Web Radio Marcação ((FM))

3 tendências em inovação para ficar de olho em 2023


O ano de 2022 foi marcado pelo avanço em diversas vertentes de inovação, como das Inteligências Artificiais Generativas e Metaverso - apesar deste assunto não ter caminhado o quanto era esperado. Foi também o ano dos layoffs, do trabalho híbrido, NFTs, blockchain, criptomoedas e Web 5. Dessa maneira, Tania Gomes, diretora de inovação do Ibrawork, hub de open innovation, listou três tendências, que podemos esperar no cenário de inovação para esse ano de 2023 que se inicia, sendo eles:


Inteligência Artificial Adaptável

Diferente da IA clássica, que é programada para realizar tarefas específicas de acordo com conjuntos de regras pré-definidas, a IA Adaptável (Adaptive Artificial Intelligence, AAI) é um ramo que se concentra em criar sistemas capazes de se adaptar e aprender continuamente ao longo do tempo.



Uma ótima ferramenta para exemplificar a Inteligência Artificial Adaptável é o ChatGPT, da OpenAI: um chatbot altamente responsivo que “aprende” a partir da interação com o usuário, tornando a experiência conversacional única. Esse tipo de ferramenta incorpora o feedback que recebe do ambiente operacional (ou neste caso, do usuário) e os utiliza para criar previsões informadas a partir dos dados prévios: desta maneira, as respostas serão cada vez mais personalizadas e específicas.

Superapps

Os superapps são o futuro da UX e surgem para simplificar as tarefas que realizamos no dia-a-dia. Em resumo, são apps que oferecem tudo em um único lugar, onde as operações são centralizadas, com menos informação e melhor experiência, o que leva a economizar espaço, dados e tempo. Segundo a Gartner, uma das principais empresas mundiais especializadas em pesquisa e consultoria em tecnologia da informação, até 2027 mais de 50% da população global serão usuários ativos diários de vários superapps.



ESG
A sigla pode até não ser nova, mas 2022 foi o ano em que o ESG virou pauta mundial e todos os negócios voltaram seus olhares para ela. Isso se deu, porque cresceu a percepção que negócios responsáveis por seus impactos socioambientais, de governança corporativa transparente e ética não são apenas bem-vistos, mas também lucram mais. Ano passado, o Ibrawork realizou o 1º Congresso Internacional de ESG para Cidades, antecipando a tendência para 2023, quando o hub planeja realizar a segunda edição do evento.



A preocupação com a sustentabilidade está crescendo cada vez maior entre os consumidores e os investidores. As empresas que demonstram preocupação com ESG podem se destacar em um mercado cada vez mais competitivo e atrair consumidores e investidores que valorizam empreendimentos preocupados com a sustentabilidade.
Postagem Anterior Próxima Postagem