((Rádio)) Marcação FM - Ao Vivo

Informação Whatsap: (083) 9 9123-4417


Dom Aldo lança nota e diz que não tem como responder a boatos

Uma nota breve foi a resposta dada hoje pelo Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo di Cillo Pagotto, à reportagem divulgada ontem pelo Jornal da Paraíba dando conta de sua suspensão pelo Vaticano, como parte de um processo que corre contra o religioso, acusado, dentre outras faltas, de tomar decisões monocráticas e sem direito à defesa, no âmbito da Arquidiocese, além de ordenar sacerdotes rejeitados por outras dioceses e arquivar denúncias de pedofilia entre membros da igreja.
Em seu texto, Dom Aldo afirma ser vítima de boatos caluniosos e alega não ter como responder a quem o acusa no anonimato. Confira a íntegra da nota:
NOTA OFICIAL

A respeito de reportagem publicada num jornal impresso paraibano, nesse fim de semana, esclareço: o que caluniosamente foi afirmado no ANONIMATO, desprovido de provas documentais, deve ser negado, porquanto não há como responder à série de boatos acusatórios.

Informo, todavia, que mantenho comunicação transparente junto à Nunciatura Apostólica, única instância legitimamente constituída e autorizada para encaminhar oportunamente questões eclesiásticas de foro interno.

“É na calma e na conversão que está a vossa salvação. É no silêncio e na esperança que reside a vossa força. Felizes os que esperam no Senhor” (Is. 30, 15-18).

Dom Aldo di Cillo Pagotto
Arcebispo Metropolitano da Paraíba