Marcação: Três cidades da Paraíba tem a maior produção de mangaba do Brasil, segundo IBGE (Marcação, Rio Tinto, Baia da Traição)

PUBLICIDADE CABEÇALHO

Marcação: Três cidades da Paraíba tem a maior produção de mangaba do Brasil, segundo IBGE (Marcação, Rio Tinto, Baia da Traição)

Cidades do litoral norte da Paraíba são as maiores produtoras de manga do Brasil, diz IBGE.

Imagem: via internet

A produção paraibana de mangaba foi a maior do Brasil em 2020, segundo a pesquisa Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura (PEVS), divulgada nesta quarta-feira (6), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O valor paraibano de produção do fruto na extração vegetal foi de R$ 1,29 milhões no ano.

No período, foram coletadas 759 toneladas de mangaba no estado, a maior quantidade registrada até então na série histórica. Em comparação com 2019 (735 t), houve aumento de 3,6% no total coletado.

As principais cidades responsáveis pelo extrativismo vegetal da mangaba na Paraíba foram os municípios de: Baía da Traição (310 toneladas); Marcação (210 t); Rio Tinto (175 t); e Conde (60 t). Os três primeiros também foram os maiores produtores no cenário nacional.

O levantamento apresenta informações sobre a exploração de recursos naturais vegetais, bem como de florestas plantadas para fins comerciais.

Outros produtos do extrativismo vegetal que se destacaram na Paraíba foram: a castanha de caju, com a 3ª maior quantidade produzida do país (520 t), e o umbu, que, com 842 toneladas, ocupava a mesma posição no ranking nacional. Ainda em relação à castanha de caju, o município de Jacaraú foi o quinto maior produtor brasileiro no extrativismo vegetal, com 65 toneladas.

Apesar desses resultados positivos, o valor total da produção na extração vegetal da Paraíba (R$ 19,11 milhões) foi o 8º menor entre todas as unidades da federação brasileiras e o 3º menor entre as do Nordeste.

G1

Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE