radio

On-Line -

Informações Whatsap (083) 9 9123-4417

ALPB aguarda notificação do TJPB para decidir sobre Estela

Em maio deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que prisões de deputados estaduais decretadas pela Justiça podem ser revogadas pelas Assembleias


Durou cerca de três horas a reunião com pelo menos 30 deputados, na manhã desta terça-feira (17), na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), em João Pessoa, para decidir a situação da deputada estadual Estela Bezerra (PSB). Ela foi presa na sétima etapa da Operação Calvário, deflagrada pela Polícia Federal e Justiça da Paraíba. A deputada Cida Ramos, investigada no caso, esteve na Casa, mas evitou a imprensa.
Em maio deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que prisões de deputados estaduais decretadas pela Justiça podem ser revogadas pelas Assembleias Legislativas.
O deputado Raniery Paulino (MDB), líder da oposição, disse ao Correio Debate, da Rede Correio Sat, que a ALPB aguarda que a Mesa Diretora receba do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) a notificação oficial para que seja convocada sessão extraordinária que vai deliberar sobre a situação de Estela. Ele explicou que a oposição vai se reunir para discutir em conjunto sobre a situação da deputada, mas cada um deverá votar “de acordo com a consciência”.
Segundo apuração da Rede Correio Sat, a ALPB teve a segurança reforçada pela Polícia Militar do Estado e a Praça dos Três Poderes, no Centro de João Pessoa, teve o trânsito fechado.

A operação

Foi deflagrada, na manhã desta terça-feira (17), a sétima fase da Operação Calvário, batizada como ‘Juízo Final’. O ex-governador da Paraíba e presidente estadual do PSB, Ricardo Coutinho, é alvo de mandado de prisão preventiva. Ele não está no Brasil. Devido a este motivo, foi solicitada a inclusão do nome do ex-governador na difusão vermelha da Interpol (organização internacional de polícia criminal). Dezenas de ordens judiciais são cumpridas nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Goiânia e Paraná.

Nenhum comentário