((Web Rádio)) Marcação FM

Últimas Notícias

CATRACA NO RU: ALUNOS AMEAÇAM PARALISAÇÃO

Com a intenção de comunicar a instalação imediata de uma catraca na entrada do RU(Restaurante Universitário) tendo como justificativa restringir e fiscalizar o acesso à alimentação dos estudantes não assistidos,  o superintendente do restaurante universitário, Fernando Medeiros, juntamente com a direção de centro e representantes da pró-reitoria de assistência e promoção estudantil do Campus IV – UFPB, realizou no dia 22 de março uma reunião com os estudantes, pois a PRAPE estaria sendo pressionada pela Corregedoria Geral da União(CGU) e pelo Tribunal de Contas da União(TCU).
Na ocasião, os alunos foram contra, já que para isso, seria necessária a abertura de um novo edital para abranger os estudantes que não foram contemplados em editais anteriores e aqueles que entraram no período vigente ou a liberação de pagamento de um valor simbólico nas refeições. Os alunos também questionaram a forma deselegante que o superintendente tratou o ambiente, arrancando os cartazes de reivindicação das paredes ao chegar no RU.
Fica difícil essa situação, muitos estudantes moram a centenas de quilômetros da universidade, sofrem com despesas de aluguel e ficam impossibilitados de pagar refeições fora do CCAE. Infelizmente, se isso acontecer, irei trancar o curso.” Comenta a aluna Amanda.
“…à instalação das catracas com mecanismo de controle, se dará após decisão da PRAPE e COAPE, se a criação de um novo edital terá viabilidade, tendo em vista, conforme informado no item três, que os discentes de Rio Tinto e Mamanguape não preencheram o número de vagas ofertadas, onde 50 vagas foram ofertadas, 26 se inscreveram e 17 foram contemplados.” Disse Fernando Augusto, através de Memorando Eletrônico nº 17/2018.
Preocupados com a problemática da catraca, alunos fizeram assembleia dentro do RU na manhã dessa terça-feira(27). Cerca de 250 alunos estiveram presente. Na assembleia, decidiram que se a catraca for instalada sem o atendimento das solicitações feitas, serão paralisadas as atividades acadêmicas no Campus IV por tempo indeterminado. Segundos os discentes, a forma incompreensível de seleção para os auxílios, deveria ser mais explicada. Poderá acontecer também um dia de paralisação para alerta estudantil(Dia ainda não definido).
Todos os alunos sentiram dificuldade em fazer o cadastro no SIGAA para concorrer ao auxílio alimentação, os poucos alunos que conseguiram se inscrever não define o interesse da maioria e sim a complexidade na realização desse cadastro”. Comenta Rair Emanuel, aluno de Computação.
Postar um comentário